domingo, 13 de dezembro de 2009

Decisões


Estamos a chegar áquela época do ano em que a maioria de nós faz uma reflexão sobre o último ano, o que correu bem, aquilo que não aconteceu como se desejava, as expectativas, desejos e anseios que ficaram por realizar e por aí adiante. 

Desta forma o final do ano é como uma espécie de fim de ciclo e início de outro, sobre o qual projectamos objectivos a alcançar em termos pessoais, afectivos, profissionais, qualidade de vida, bem estar, felicidade, etc.

Acontece que quase sempre depois de passarmos por determinada situação e termos tomado uma certa opção, mais tarde olhamos para esse momento e geralmente concluímos que fizémos bem ou não, ou que poderíamos ter agido de uma outra maneira, esquecendo-nos do facto dessa avaliação estar a ser feita com dados e factos, desconhecidos por nós na altura em que tomámos essa decisão, a qual nos levou ao ponto presente.

Isto é muito curioso porque durante o Verão, mais propriamente em Setembro quando passei uns dias de férias na ilha do Sal, em Cabo Verde, li um livro emprestado por uma amiga e colega, no qual tinha um trecho sobre este assunto:

"... quando tomamos uma decisão nunca é com os dados que um viremos a ter, mas com aqueles que temos no instante em que decidimos e é com isso que temos de viver." in A Fórmula de Deus, de José Rodrigues dos Santos

Este livro, um romance baseado nos últimos conhecimentos da física e matemática sobre a origem e evolução do Universo, está impregnado de conhecimentos Sámkhya (filosofia especulativa naturalista), uma das filosofias que fundamentam o Método DeRose (a outra é a filosofia comportamental, o Tantra)

Este género literário pode ser uma forma curiosa e interessante para transmitirmos conhecimentos profundos e interessantes para um leque maior de pessoas, as quais provavelmente não estariam inclinadas a ler livros sobre a criação do Universo ou sobre filosofias.
António Pereira

1 comentários:

Pena disse...

Tenho de ler :) e esta ligado com algumas coisas que vou escrevendo :) Abraço