terça-feira, 23 de março de 2010

Carmina Burana


Acabei de vir de um concerto no Coliseu dos Recreios, oferecido no Natal pela minha amiga e monitorada Andrea Miguel Freitas, onde assisti ao espectáculo da Carmina Burana, de Carl Orff, dado pela Orquestra Sinfónica e Coro da Ópera Estatal Russa de Rostov.


Esta composição marcou-me nos anos 80, depois de ter assistido ao filme Excalibur, sobre o Rei Artur e os Cavaleiros da Távola Redonda, onde durante os ataques de cavalaria a banda sonora era a peça deste vídeo.

Carmina Burana é sem dúvida a obra mais célebre do compositor alemão Carl Orff, inspirada em cantos escritos por clérigos e estudantes vagabundos dos séculos XII e XIII, que levaram uma vida dissoluta e fora das regras. Dessa obra o fragmento mais conhecido é "Fortuna", uma composição forte e poderosa. 

Os poemas são na sua maioria em latim, em canções de amor, estudantis, de taberna, sátiras... sendo todos um canto ao amor e aos prazeres carnais, algo oposto à ideia que se tem da época medieval.
António Pereira

0 comentários: