terça-feira, 9 de março de 2010

E apareceu uma nesga de Sol


Finalmente, apareceu uma nesga de Sol no dia de hoje. Deu para sentir a carícia suave e morna do astro Rei, espraiando a sua energia e poder, aliviando a tensão nos rostos e corpos embedidos de humidade cinzenta de dias mergulhados e pingos de água do Céu.

E veio o Sol para nos animar momentaneamente! Isso fez-me lembrar de um clássico dos Beatles, Here comes the sun, da autoria de George Harrison.


Uma música que anima e inspira!
António Pereira

1 comentários:

Susana disse...

Hoje, soube-me bem ouvir o sol cantar, dizendo-nos que ainda há dias brilhantes. Alegres. Felizes.

Soube-me bem o silêncio da chuva, o recuo das águas, a morte das nuvens, a humidade a fugir-me debaixo dos pés.

E só agora reparei nisso. Agora que li o seu texto.

Obrigada por nos ensinar a "ver". Às vezes as coisas simples e profundas passam-nos ao lado.

Beijinhos!