quarta-feira, 28 de abril de 2010

No centro da tradição judaico-cristã e um pintor famoso


Estive no centro da tradição judaico-cristã, na Praça da S. Pedro, onde se diz estar o corpo de S. Pedro, no lugar onde foi torturado e crucificado e no qual também se veio a colocar um obelisco no centro da praça com o seu nome, ao redor da qual se construiu a Basílica. A sensação de grandiosidade, opulência e riqueza é esmagadora! 


Acabei por não entrar na Basílica, o que espero fazer noutro dia, porque tinha o compromisso de me encontrar com o amigo e colega Luis Lopes para irmos visitar o Museu do Vaticano.


Museu imenso em tamanho, espólio e riqueza incalculável, comportando objectos, pinturas, esculturas, moedas, artefactos, jóias em ouro, prata, diamantes, etc. de várias partes dos mundo e de épocas diversas.


Dentro da Capela Sistina, na qual é proibido tirar fotografias, contemplámos os tectos pintados pelo genial MichelAngelo, com cenas que ficaram famosas mundialmente, como a pintura que se encontra no centro do tecto e que designa a Criação do Homem.


Depois eu tive sair porque tinha o compromisso de ir ver a exposição sobre Caravaggio e o Luis permaneceu no Museu.

A exposição sobre a pintura de Caravaggio estará presente ao público até 13 de Junho e estava completamente cheia, devendo a minha visita à Manuela, aluna do Carlo que teve a gentileza de me oferecer o ingresso e de me acompanhar durante a visita e contar-me coisas sobre a cidade.


No final, antes de sairmos da antiga escuderia do Palácio do Presidente da República que foi construido sobre um Templo Romano, podemos contemplar uma vista deslumbrante sobre Roma. E, finalmente casa, com as pernas e pés cansados, mas a alma cheia e satisfeita pelo banho de história e cultura!

Amanhã falarei sobre mais sobre a exposição de Caravaggio, as suas pinturas e um pouco da sua história de vida e dos passeios que farei.
António Pereira

2 comentários:

Andrea Miguel disse...

Que bom professor! Roma é uma cidade fantástica, onde fervilha cultura e arte! Que saudades! Continuação de óptimos passeios!

Cheila Saldanha disse...

Professor...gostei muito de saber das suas andanças. Itália parece ser maravilhosa, tal qual como descrevem nos livros de história da arte. Divirta-se aí pelas pizzas e lasanhas. Será que me pode trazer alguma delas como recordação? Ehehehe
Beijinho
Cheila