segunda-feira, 17 de maio de 2010

Falhar e continuar até acertar

Na consequência do meu Curso de Sensibilidade e Autoconhecimento que dei na 6ª feira passada no Espaço Lifestyle e no sábado na Unidade 5 de Outubro, um aluno meu - Pedro Garcia - enviou-me o link de um pequeno filme sobre falhanços e acertos que deixo aqui para nos relembrarmos sempre que desanimarmos.



Michael Jordan dá-nos um exemplo de como através do falhanço conseguimos ir acertando até ficarmos realmente bons em percentagem de acertos.
António Pereira

4 comentários:

mariana.abrunhosa disse...

Por vezes pergunto-me, porque temos que ir sempre pelo caminho mais longo? Visualizo-me, vizualizo a meta e o caminho a percorrer. Parece tudo tão nitido. Mesmo assim, encontro algumas curvas sinuosas que teimam em fazer-me desistir!
Os mais experientes têm sempre bons concelhos! Melhor, boas palavras de icentivo.
Brigada :)
p.s.gostei do timbre da voz do Jordan!!!

Prof. António Pereira disse...

Olá Mariana Abrunhosa, gostei muito de ver os teus comentários e do que eles continham. Dentro da nossa Filosofia, temos como característica fazer sempre tudo da melhor forma e para isso necessitamos de estar concentrados e atentos. Nesse sentido quero alertar-te para algumas distracções ortográficas: nítido é com acento e no caso conselho de aconselhar é com "S" e concelho de região é com "C" e por último faltou o "N" em incentivo.
Para finalizar a voz do Michael Jordan é poderosa e quente e penso ser por isso e pelo que transmite que tu e muitas mulheres devem gostar. Beijinhos

mariana.abrunhosa disse...

Desculpe professor. Realmente foi distracção. Brigada pela correcção. Prometo que vou estar mais atenta. Abraço

paula milani disse...

Inspirador, sem dúvida...! Talvez seja mesmo melhor insistirmos em observar as nossas falhas como algo novo que se aprendeu - o que nem sempre é fácil!