sexta-feira, 14 de maio de 2010

Ideias de um escritor


Li recentemente um artigo sobre o último livro de um escritor português, Mário de Carvalho, que não conheço.

Porém, desse texto retirei algumas ideias interessantes transmitidas pelo referido escritor:

"O Humor está sempre ligado a uma reacção de rebeldia e de inconformismo." Mário de Carvalho

Após ler e pensar um pouco concordo plenamente com esta ideia e com mais duas afirmações mencionadas no artigo. Rir, brincar e fazer humor com e sobre os outros, acaba por ser a nossa forma de ir contra algo, nem que seja o "cinzentismo" que habita determinados meios e ambientes.

"O nosso olhar é conformado pelo cinema. Já nascemos a ver filmes, nascemos dentro do cinema, sonhamos com planos. Já não conseguimos olhar e sonhar de outra maneira." Mário de Carvalho


Ideia esta que pode ser reforçada pela influência cada vez maior da televisão, talvez até mais do que o cinema, na formatação da realidade que observamos através do pequeno quadrado luminoso que ocupa um espaço especial na nossa sala e na nossa vida. 

Sobre esse electrodoméstico quero deixar aqui uma experiência que estou a efectuar desde Dezembro, fruto um pouco de certas circunstâncias, as quais despoletaram a vontade o fazer. Não vejo televisão em casa desde Dezembro de 2009 e tem sido uma experiência curiosa e enriquecedora.

Acabo por ler, consultar documentos, livros, net, etc. mais do que fazia antes, particularmente ler muito mais e ver DVDs de filmes que pretendia visionar e consultar para retirar conclusões para livros e cursos, além de conversar mais com os amigos.


Sobre a leitura, particularmente de romances, Mario de Carvalho, diz o seguinte:

"Não há romance sem leitor. E o leitor não lê o livro que o autor tem na cabeça: ele selecciona, traz para a leitura a sua enciclopédia pessoal e a sua capacidade de leitura e associação." Mário de Carvalho

Acrescento que no meu ponto de vista isso estende-se a qualquer tipo de livro, independente de ser romance, ensaio, tese, biografia, etc.

Desta forma, aproveitemos os últimos dias da Feira do Livro, para enriquecer um pouco mais a nossa Biblioteca e ler mais, seja livros novos ou relendo os que já lemos antes.
António Pereira

0 comentários: