segunda-feira, 26 de julho de 2010

Dentro de um forno


Aquele bafo quente sopra e envolve tudo e todos, com a sua modorna que nos deixa moles com o cérebro meio parado e a as ideias a surgirem muuuiiitoo lennntaaamennte  por que tudo é um esforço sobre-humano.

Olhamos em várias direcções para ver se encontramos as paredes donde provém esse calor infernal, mas não tem paredes este forno, o calor surge de todos os lados. A nossa salvação é a água, os sumos fresquinhos e os banhos refrescantes, porque até o vento é abrasador e necessitamos de nos hidratar para que o cérebro volte a funcionar normalmente e consigamos produzir alguma coisa de jeito e a uma velocidade normal, pelo menos.

Estas são sensações e ideias de um dia dentro de um forno.
António Pereira

0 comentários: