quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Sobre os hábitos e os paradigmas


Muitas vezes ficamos arreigados a determinados hábitos, rotinas e paradigmas, os quais em si nos dão alguma estabilidade e acabam por ser importantes para o nosso crescimento pessoal, mas às vezes é preciso ousar e mudar alguma coisa, para que a estabilidade não seja apenas acomodação e antes se aperfeiçoe pelo vislumbre de algo diferente do habitual.

"Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca. Não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece."          Pablo Neruda


A ideia de mudar algo para quebrar a rotina, não deve virar em impulso de dispersão, mas antes ser um guia para mudar o nosso karma, de forma a vislumbrar outras realidades e acabar por valorizar a nossa, fortalecendo a necessidade de ter uma certa estabilidade.
António Pereira

0 comentários: