sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Tradição um pouco diferente


Hoje é a noite de Natal! Noite de algumas tradições alimentares que se podem adaptar a uma alimentação com mais Método. 

Assim, em Portugal é tradição comer legumes cozidos: cenouras, nabos, batatas, cebolas, abóbora, couve portuguesa, grão de bico e outras coisas que dispensamos.

A Couve Portuguesa é um legume existente só na nossa terra e cuja importância é cada vez mais reconhecida na prevenção de inúmeras doenças.

A couve portuguesa tem um baixo valor energético (25kcal/100g) e fornece quase o dobro do cálcio que o leite contém, sendo extremamente importante para uma boa conservação dos ossos.

De modo a não se perder os seus nutrientes durante a sua confecção, devemos optar  por métodos que reduzam o tempo de exposição ao calor, como o cozimento a vapor ou a panela de pressão.

Podemos comer a couve portuguesa cozida com outros legumes, como na Ceia de Natal, salteada no azeite ou em sopas.

Use e abuse desta verdura tipicamente portuguesa na sua alimentação e saiba saboreá-la experimentando várias  formas de a cozinhar. Um Bom Natal com couve portuguesa!
António Pereira

2 comentários:

sandra disse...

Bom dia Professor!

Ontem por estar um artigo sobre o jornalista José Rodrigues dos Santos na revista "Saúde actual" comprei pela primeira vez a designada revista. Logo no início fala um pouco de couves e lembrei-me deste post! Ora aqui vai: As couves são ricas em vitamina c, minerais, ácido láctico e têm poucas calorias! O consumo de couve tem propriedades muito benéficas para o organismo!
Ai quintal da minha infância! :))

Um abraço grande,
Sandra.

sandra disse...

Olá Professor!

Desta vez foi o título de um artigo na revista "Courier Internacional" deste mês que me trouxe por cá!
"Couve nabiça para despoluir Chernobyl."! Existe um programa de reabilitação e Desenvolvimento de Chernobyl desenvolvido pelas Nações Unidas que é baseado no cultivo da colza(um tipo de couve)!
Esta planta absorve os elementos radioactivos mais eficazmente do que qualquer outra, fazendo assim a purificação do solo para que posteriormente se proceda ao cultivo de outras plantas. Utiliza-se o óleo extraído das sementes da colza para a produção de biocombustível!
Nem mais, viva as couves! :D
Beijinho,
Sandra.