quinta-feira, 17 de março de 2011

Ideias de um dia

Um dia senti a solidão que me desassossega, fazer-me querer gritar, chorar e rir sem sentido.
Um dia isso fez-me sentir mais vivo, por respirar o ar da vida que está presente em tudo e por o meu corpo vibrar uma vontade incomensurável de eternidade.
Um dia na vida, é como uma gota no Oceano, como um grão na caminhada cósmica, para um fim que será o início de outra coisa.
Um dia aprendi a relativizar os acontecimentos, como peças de um puzzle que podem ser ou não aquele que estou a construir.
Um dia apeteceu-me dizer-te como me sinto igual a ti, no sentimento viajante portado nas nossas veias, para não te sentires só, sejas tu quem fores.
António Pereira

2 comentários:

sandra disse...

Olá Professor!

Aqui estou! Faz sentido estar, partilhar, pensar ou não pensar, ser, compreender, rir, chorar... Faz sentido sentir pois isso é viver. Procurei e descobri. Vou continuar procurando e descobrindo. Mas agora sei que é quando o coração se enche que verdadeiramente nos encontramos e que isso está muito além do que é físico, racional ou emocional.

Um abraço grande deste lindo Sul que hoje resplandece com um lindo Sol!

David disse...

Obrigado Prof. António. :)
Abração.