quinta-feira, 19 de maio de 2011

Dias de vento, dias de Sol


Dias de vento, dias de Sol, arejam-nos e iluminam-nos com a energia da Primavera a cheirar a Verão. São impressões de tempo, temperadas de sensações vindas em sonhos de noite que nos trazem imagens de algo que nos deixa perplexos.

São noites de Lua cheia de luz e mistério, por aquilo que nos transmite. Talvez por isso os sonhos nessas noites, sejam tão reais que nos assustam por terem uma carga metafísica, carregada de intuições que nos levam a afastar os medos, de sermos intrusos nas outras vidas que se cruzam connosco. 

Porém são impressões reais para nós, extremamente marcantes por aquilo que nos deixam cravadas na memória, ao longo dos dias de vento e dos dias de Sol.
António Pereira


2 comentários:

sandra disse...

Talvez por esta razão fico transtornada se não dormir... Não estou indo a locais que me chamam...Talvez seja isso, falta de sono põe-nos carentes de viagens interiores!!!

Um Abraço grande,
Sandra.

Susana disse...

Espero que essas imagens e intuições se tornem arte, poesia, partilha...

Bom fim-de-semana!