domingo, 1 de maio de 2011

A sorte...


Muitos pensam que se nasce com a sorte cravada na pele! Se bem que existam pessoas com uma natural propensão para fazer com que determinados acontecimentos ocorram na sua vida, isso geralmente é a aparência para quem vê de fora e de longe, porque por trás existe muito mais.

A sorte constrói-se ao longo de um certo tempo de preparação, para que ela passe a estar presente naturalmente. Podemos dizer, de uma forma simples, que podemos gerar a sorte através da criação de arquétipos, de modo a facilitar a concretização dos acontecimentos desejados.

A meio da semana passada, no avião para Paris, onde me encontro actualmente, li numa revista portuguesa um artigo sobre uma diplomata-antropóloga, o qual continha uma frase muito interessante sobre a sorte.

E a frase é a seguinte:

"A sorte é o momento em que a preparação encontra a oportunidade e algo acontece."Ana Paula Zacarias, diplomata portuguesa

Uma boa definição, para a junção da criação de arquétipos por intermédio da mentalização e a preparação das condições para se realizar algo, além do muito trabalho para gerar e/ou apanhar uma oportunidade para concretizar o que é almejado.

Na minha opinião, esta frase deveria estar presente todos os dias à nossa frente, para trabalharmos no sentido de gerarmos um bom desfecho para aquilo que pretendemos.
Boa sorte!
António Pereira

0 comentários: