segunda-feira, 27 de junho de 2011

Pela noite

Pela noite desfilam ideias, quando a cabeça é levada a viajar pela temperatura amena da fase contrária ao dia. Acertam-se sensações trazidas das profundidades do ser, para se vislumbrar melhor aquilo que se é e para onde se quer ir.

Sempre algo estará e irá connosco para onde caminharmos dentro da noite e sempre será verdade para nós aquilo que sentimos, mesmo estando camuflado pela penumbra da noite, seremos sempre um pouco disso.
António Pereira

3 comentários:

sandra disse...

...durante a noite se dão encontros e desencontros, lá fora cá dentro, serão fantasmas ou serão anjos?!!

Bjinhos
Sandra

Prof. António Pereira disse...

Nem sempre os fantasmas terão uma conotação negativa. Coloquemos que serão fantasmas e anjos benévolos.
Beijinhos,
António Pereira

sandra disse...

Professor,

Obrigada do fundo do meu coração! Eu quero acreditar que são fantasmas e anjos benévolos, mas por vezes o medo é mais forte! Aqui e ali todos os dias vejo algo que me faz acreditar e os fantasmas vão parecendo menos assustadores!
Beijinho e abraço grande!
Sandra