sábado, 10 de dezembro de 2011

Como os riachos...



Muitas vezes pensamos e sentimos que deveríamos ser leves e descontraídos como os sábios e belos exemplos dados pela Natureza, mas os medos e os paradigmas enraizados dificultam essa transformação.

Dois sábios homens expressaram muito bem essa leveza e sapiência transmitida pela Natureza, através de um pensamento semelhante na sua essência, porém surgido em épocas diferentes.

«Ainda que os teus passos pareçam inúteis, vai abrindo caminhos, como a água que desce cantando da montanha. Outros te seguirão...» 
Saint-Exupéry

«Deveríamos ser como as águas dos riachos que, tranquilamente, contornam os obstáculos.» 
DeRose, in Sútras - Máximas de Lucidez e Extâse

São Conceitos como estes, entrelaçados com Técnicas que transformam o indivíduo que o Método DeRose propõem para criar as condições de melhoria da sociedade e da pessoa, a qual pelo seu exemplo inspira aqueles que com ele tomam contacto: famíliares, amigos, colegas de trabalho, fornecedores, etc.

Sejamos então cada vez mais como os exemplos que a Natureza nos ensina e inspiraram a Cultura ancestral na qual o Método foi colher ensinamentos!
António Pereira

0 comentários: