segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Imaginação/Conhecimento


"A imaginação é mais importante do que o conhecimento. Enquanto o conhecimento define tudo o que actualmente conhecemos e entendemos, a imaginação aponta para tudo o que ainda poderemos descobrir e criar." Albert Einstein

Aqui está uma curiosa forma de definir, o poder e a importância da mentalização. A mentalização é a capacidade que todos nós temos de, em certo sentido, imaginar algo que pretendemos concretizar num futuro próximo. Também podemos comparar a mentalização com o nosso dom de visualizar e imaginar.

A mentalização é uma das poderosas técnicas que estão inseridas no acervo do Método DeRose, com a qual aprendemos a direccionar o pensamento, para objectivos positivos e concretos que se pretenda alcançar, a nível pessoal e profissional.

Aprenda mais sobre a mentalização/visualização, em qualquer uma das Escolas do Método DeRose, em Portugal e no resto do mundo.
António Pereira

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Fazer as coisas e bem


"Há os que se levantam e fazem; e há os que sentam e choram." DeRose

"Independentemente de quão insignificante seja aquilo que tens a fazer, fá-lo tão bem quanto te é possível, dá-lhe tanto cuidado e atenção como àquilo que consideras de mais importante. Pois é por tais pequenas coisas que te ajuizarão." Gandhi

Para reflectir e incorporar na forma de agir e trabalhar, para que nos doemos totalmente em tudo e mergulhemos a fundo no que estejamos envolvidos.
António Pereira

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

É já para o final da semana que vem!


No final da próxima semana, teremos em Lisboa o Comendador DeRose. Alunos, instrutores e simpatizantes não podem perder este momento marcante do Método DeRose, em Portugal!

Para relembrar o DeRose Lisboa 2010, fica aqui uma pequena amostra de um dos momentos altos do  ano!


Este ano no sábado, dia 16 de Abril, às 10 horas, na Universidade Lusófona, teremos uma prática do Método DeRose, dada por mim em conjunto com o Prof. Luis Lopes e a partir das 15 horas a presença o Comendador DeRose falará sobre uma Alimentação Inteligente.

Não preca este momento! Informe-se e inscreva-se na sua escola do Método DeRose, em Portugal. Vamos fazer deste evento, um acontecimento ainda maior com a presença e apoio de todos os alunos e Instrutores das Unidades!
António Pereira

Felicidade

A felicidade não se adia. Vive-se!
António Pereira

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Dia 18 de Fevereiro


Hoje dia 18 de Fevereiro, é o Dia do Yôga e também data de nascimento de um grande Homem, Sábio, Mestre e escritor: DeRose.

Os nossos parabéns por mais um aniversário deste Ser Humano de Elevada Estatura, cujos ensinamentos têm transformado a vida, para melhor, de milhares de praticantes e estudiosos dos seus ensinamentos. 

O nosso profundo agradecimento por poder ter a oportunidade de, neste momento histórico, partilhar a  vida com este grande Mestre e de conhecê-lo pessoalmente, fortalecendo os nossos laços de amizade ao longo de mais de 30 anos.

Como comemoração do Dia do Yôga, será realizada uma prática de SwáSthya, no dia 20 das 16 às 18 horas, em Lisboa e no Porto. 

As práticas serão orientadas por mim, em Lisboa e no Porto, pelo Prof. Luis Lopes. As inscrições e local de realização desta actividade podem ser obtidas nas Unidades Credenciadas do nosso Método. 

Será uma forma de celebrar e honrar a vida deste grande Homem! Participa!
António Pereira

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Imortalidade!


Serei imortal quando aquilo que eu digo tocar os outros profundamente. Serei imortal quando aquilo que faço, seja um exemplo para todos os que convivem comigo. Serei imortal quando aquilo que escrevo se torna compreensível e toca no íntimo de todos aqueles que me lêem.

Serei imortal para lá do meu corpo, quando a minha memória ficar registada, nas memórias de todos aqueles que me conheceram e travaram contacto comigo.

O meu ADN será perpetuado, nos exemplos reproduzidos na vida daqueles que me são caros e nos momentos que inspirei, a outros que me conheceram.

Estarei presente na tua memória através das obras que deixar, como um registo da minha passagem por aqui.

Serei Eterno, em ti, além do meu corpo, porque estarei embrenhado em ti, ao comprenderes aquilo que deixei aqui para ti e para todos aqueles que me queiram conhecer na Imortalidade.

Aqui ficarei, se mergulhar no melhor de mim, fazendo com que esta Energia que Sou, fique impregnada nas coisas, nos objectos, nas pessoas, neste Tempo.

A imortalidade é o nosso melhor registo, de que vivemos e partimos para lá deste tempo e espaço, mas deixámos uma parte da nossa Essência aqui a perdurar no futuro.

A imortalidade está a um passo de fazermos algo, emotivo, fascinante, compreensível e que seja semelhante ao que milhares sintam no seu íntimo. A imortalidade é uma fracção de tempo chamada Vida!

A imortalidade sou eu e tu, quando nos fundimos num só acto de Amor que perdura na nossa memória, nos nossos corpos e coração ao longo da Vida e para lá desta.
António Pereira

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Um cheirinho com 80 anos

Com mencionei ontem o exemplo da cantora e compositora Garda, de 80 anos, deixo aqui um "cheirinho" do seu trabalho.
António Pereira

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Nunca é tarde... mesmo aos 80 anos!



Quando se tem um sonho, por muito que a vida dê muitas voltas, se o sonho está embrenhado no interior do Ser, não há nada que impeça a sua realização, mesmo que seja aos 80 anos. 

Mais um exemplo e novamente na música, de que vale a pena persistir! Garda, cantora e compositora de 80 anos, nasceu em Angola e viveu grande parte da sua vida em Portugal e uma década em Espanha.

Após 50 anos em que abrilhantou as festas da alta sociedade portuguesa, apareceu na televisão e com shows no Casino do Estoril, depois de ter gravado alguns temas nessa época, editou agora o seu primeiro disco.

Apesar do sucesso daquela altura, Garda desistiu da música ligeira e resolveu estudar música clássica e aprender violino, que era o seu sonho. Casou-se com um oficial do Exército português, o qual faleceu mais tarde na guerra colonial e o desgosto fez com que ela abandonasse a música.

O sonho de um álbum seu, estava aparentemente arredado dos seus projectos, quando aos 80 anos surge a oportunidade de poder gravar um disco, com 11 temas e seis da sua autoria.

Esse CD chegou hoje às lojas e será lançado num concerto, em Lisboa, no Convento de Santos-o-Novo, no dia 23.

Mais uma vez é preciso persistir e nunca é tarde para perseguirmos os nossos sonhos, mesmo que eles só se concretizem aos 80 anos!
António Pereira

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Blogue oficial do Método DeRose


Já está online o blogue oficial do Método DeRose:
 www.metododerose.org

Visite e divulgue o site deste Método de qualidade de vida e bem-estar que visa o autoconhecimento.
António Pereira

Voluntariado: um acto de generosidade


A minha amiga Fernanda Freitas, jornalista e apresentadora do programa Sociedade Civil, na RTP2, é a Presidente do AEV Portugal 2011, neste ano Europeu do Voluntariado.

Pela pessoa especial que ela é e pela importância que o voluntariado tem em várias áreas da sociedade civil e também por ter a ver com o trabalho desenvolvido nas Escolas do Método DeRose, deixo aqui uma pequena entrevista que ela deu sobre voluntariado.



Para quem não sabe, a primeira parte do ensino ou passagem do conhecimento na tradição oriental (guru-sêva), consiste precisamente num acto espontâneo de voluntariado. 

É uma forma de aprendizagem através da ajuda desinteressada, pela qual o voluntário aprende muito sobre si, sobre os outros, sobre a actividade em que está a desenvolver o seu voluntarismo e sobre a vida.  

Saiba mais sobre esta ferramenta da tradição hindú, nas Tertúlias, Cursos, eventos que o Método DeRose realiza semanal e mensalmente, colabore na sua Escola e também na sociedade civil, fazendo voluntariado em algo que o motive, ou organize uma actividade em que vários colegas do nosso Método possam colaborar dentro e fora da Instituição.
António Pereira

Tertúlia Cultural

Amanhã, sexta-feira, dia 11 de Fevereiro de 2011, às 20 horas início as Tertúlias Culturais, no Espaço Lifestyle, onde irei falar de tudo aquilo que tenha relação com o Método DeRose, mas também de literatura, cinema, viagens, experiências de vida e mais alguma coisa que a inspiração do momento lance para a conversa. 

Será uma forma de nos conhecermos melhor e de alargar os nossos horizontes culturais, enriquecendo-nos interiormente.

É curioso saber que a palavra tertúlia, pode significar: reunião familiar; assembleia literária; agrupamento de amigos. 

Significados que têm muito a ver com o conceito sânscrito de sat sanga, o qual pode designar: reunião em boa companhia; associação; reunião festiva, entre outras coisa mais.

A nossa Tertúlia Cultural, além da boa companhia, será acompanhada por chaí, chá, biscoitos e mais alguma coisa que cada um queira trazer para beliscar: pão, queijos, sumos, bolo, etc., tudo sem carnes e sem álcool, como é da nossa tradição. Conto com a tua presença e participação amiga e simpática!
António Pereira

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Um escritor português


Estive em Paris, onde na semana anterior decorreu uma Homenagem ao escritor português António Lobo Antunes que é adulado em França, como um dos cinco grandes escritores ainda vivos.

Ficam aqui dois pensamentos deste escritor:

"Toda a grandeza é feita de pequenas coisas"

 "Não existe imaginação, só há memória."      António Lobo Antunes

Essa homenagem continua a decorrer com a apresentação de peças de teatro baseadas na obra de Lobo Antunes, cinema, exposições e tertúlias até Junho de 2011. 

Fica a sugestão para mais uma das muitas coisas que se tem para fazer em Paris e ao mesmo tempo dar um apoio de reforço à cultura portuguesa e lusófona.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Um som Soul, muito cool!


Ontem não estava acessível para linkar, mas aqui fica uma amostra do som espectacular de Charles Bradley, o homem que aos 62 anos conseguiu concretizar o seu sonho de ser músico, após 48 anos de se ter inspirado com 14 anos, no primeiro concerto que viu de James Brown.



Grande Som e muita Alma!
António Pereira

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Um sonho pode concretizar-se tarde, mas ele chega com a força dos anos


Um sonho pode concretizar-se tarde, mas ele chega com a força dos anos que transcorreram até ao momento de ver a realidade.

Descobri a história de um músico fantástico que só agora aos 62 anos,depois de ter tido toda uma vida difícil e com muitas outras profissões, conseguiu finalmente realizar o seu sonho de ser músico.

Charles Bradley, é um músico de Soul, que viu James Brown pela primeira vez quando tinha 14 anos e passou os outros 48 até concretizar o seu sonho de ser músico. 

Viveu na rua, foi cozinheiro, carpinteiro e teve outras profissões. Ao longo de toda a sua vida,  a música sempre lhe fugia por entre os dedos, até que aos 62 anos conseguiu editar o álbum da sua vida "No Time for Dreaming", um soul que brota com uma força brutal do seu interior.

Às vezes os sonhos demoram a se concretizar, mas quando isso acontece, vêm com uma força descomunal como é caso deste senhor cantor. 

Um exemplo, para nos inspirar a não desistir ou abdicar dos nossos sonhos, mesmo que eles demorem a se poderem realizar!
António Pereira

Em Paris e quase de volta a Lisboa


Encontro-me em Paris, onde vim dar dois Cursos, uma aula e ter uma conversa com os alunos do Espace Energie, dirigido pela Instª. Filipa Loureiro, com o apoio do Inst. José Afonso e da Instª. Dalila da Silva.

A conversa decorreu na 6ª feira, à noite e teve a presença da Instª. Sónia Saraiva, Presidente da Federação do Método DeRose de França, também Directora da Unidade Rive Gauche e do Inst. Jonathan Sardas, membro da sua Equipa.

Os Cursos foram de Sensibilidade e Autoconhecimento, no sábado de tarde, com jantar convívio à noite e no domingo aula de manhã e à tarde, Curso de Descontração e Gestão do Stress. 

Tudo decorreu da melhor forma e muito bem organizado. Excelente tradução simultânea, a qual me permitiu ao mesmo tempo ter paralelamente um Curso intensivo de francês.

Gostei imenso da experiência, pelo que espero poder voltar mais vezes para dar mais Cursos, passear, conviver e escrever. 

Um agradecimento profundo e sincero à Filipa, Zé e Dalila e aos meus acompanhantes, os alunos Patrício Vinagreiro e Ana Leonor Erra. Até à próxima!
António Pereira