segunda-feira, 28 de maio de 2012

Um prazer de Curso!

Neste sábado passado, tive o prazer de dar o Curso de Sensibilidade e Autoconhecimento, nas novas instalações da escola do Método DeRose, de Faro, dirigida pelo colega, amigo e meu monitorado Instrutor Nuno Jacob.

Agradeço a toda a equipa e a todos os inscritos, pela sua presença entusiástica e motivadora com que engrandeceram o curso com a sua participação. Foi um dos melhores cursos que dei nos últimos tempos! Obrigado por poder ter contado convosco nesta realização!
António Pereira

terça-feira, 22 de maio de 2012

HISTÓRIAS ESCONDIDAS


Histórias escondidas sempre as tivera em si. Era algo que não gostava de mostrar e de contar aos outros, porque nem ele próprio as conhecia bem.

Sempre lhe tinham contado coisas inexplicáveis e agora era ele que tinha a incumbência de as tornar compreensíveis para os outros e delas fazer contos luminosos. Luminosos, por ser sua a ideia de através dessas histórias, dar sentido à vida de cada um, mesmo com as incógnitas e as questões que eles trazem e não colocam.

Sempre soubera que isso dava muito trabalho. Principalmente, porque não se sabia onde se ia parar, quando se começava.

Perguntas sem respostas imediatas eram coisas de adultos, diziam as crianças velhas, mas os adultos novos gostavam desses caminhos e mesmo parecendo terem mais idade, ficavam uma eternidade nessas conversas de descobertas.

Hoje parece que cada vez menos se fazem essas perguntas e quando as colocam, poucos querem encontrar as respostas de cada um.

São trabalhos inusitados para os tempos actuais. Não sabemos se são tão actuais, porque não encontramos as respostas que nos levem onde queremos, ao conhecimento da essência das coisas e ao sentido da vida.
António Pereira

Ler!


Ler alarga os horizontes e amplia o autoconhecimento! Porém, para isso é necessário ler de tudo um pouco, com sentido seletivo, pelo gosto e sensibilidade pessoal.

Ler deve-nos preencher lacunas de conhecimento e inspirar a descobrir outros horizontes e dessa forma aumentar a nossa capacidade de aprender coisas novas e motivadoras. Ler estimula a liberdade individual e a consciência social, por que nos leva a conhecer outras realidades e culturas. Principalmente, revela-nos a nós próprios e leva-nos a conhecer melhor os outros e a sociedade.

Leia por impulso. Leia por interesse. Leia por paixão ou amor. Leia para aprender. Leia por autosuperação de ler, mas leia. Principalmente, procure diversificar no tipo de leitura, para não ficar um chato que só lê a mesma coisa e só fala sobre os mesmos assuntos. Ler é um prazer que nos mostrará outras realidades!
António Pereira

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Viver...


Somos humanos e como tal não somos perfeitos, mas temos a intenção de nos tornarmos, perseguindo a ausência de erro e de falta de estética, até ao final da vida, mesmo que uma vez ou outra, sintamos e vivamos momentos de identificação com a Natureza e o Universo.

Como tal, devemos cultivar a tolerância, dentro de padrões de bom senso, que não a tornem um defeito por falta de firmeza, quando é necessário esta, porque também nós temos imperfeições que batalhamos para as transformarmos em perfeições.

«Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.»  Augusto Cury

Trabalhemos para sublimar os nossos defeitos e aperfeiçoarmo-nos cada vez mais, deixando a verdadeira felicidade brotar de dentro de nós, agarrando a vida com toda a nossa capacidade e intensidade de amar e realizar e sejamos donos da nossa própria vida.

Vale a pena viver e sentir a liberdade de sermos quem somos, num processo contínuo de auto aperfeiçoamento até ao autoconhecimento genuíno.
António Pereira

terça-feira, 15 de maio de 2012

Como são feitos os campeões


Ser campeão em algo, requer têmpera, fibra, disciplina, desejo, uma visão e um sonho que direcione para o objetivo e dê as forças e energias, quando elas faltarem.

A diferença entre um campeão e um não campeão, é a capacidade de descobrir dentro de si uma força e uma energia extra nos momentos necessários para poder vencer. Ser campeão, é ter a autoestima de acreditar em si e nas qualidades que foram aperfeiçoadas pelo treino disciplinado, que cria e fortalece as condições para vencer as adversidades.

Ser campeão é ter a capacidade de se levantar após uma derrota, com a visão de se melhorar para ganhar de uma próxima vez. Ser campeão é ser capaz de aprender com os erros e usar essa força para se tornar ainda melhor e levantar-se sempre que cair e continuar até à vitória final.

"Campeões não são feitos em academias. Campeões são feitos de algo que eles têm profundamente dentro de si — um desejo, um sonho, uma visão." José Mourinho, o melhor treinador de futebol do mundo e atual treinador do Real Madrid. O único treinador a vencer os campeonatos de Portugal, Inglaterra, Itália e Espanha.


Ser campeão é ser capaz de vencer as suas próprias limitações e aperfeiçoá-las para que se tornem virtudes. É ter a fibra para lutar diariamente para se superar cada vez mais e vencer a acomodação natural que impregna o comum dos mortais.

Ser campeão é ter a fibra para se conhecer melhor, com as suas qualidades e limitações e adaptar-se às circunstâncias, transformando-se por meio do seu aperfeiçoamento até alcançar a vitória pretendida. Melhorar constantemente a sua perfomance é um apanágio dos campeões!

Trabalhar para ser um campeão, é algo possível para aqueles que se foquem no uso de uma metodologia de transformação e aperfeiçoamento do ser humano.

Torne-se um campeão ou seja uma pessoa ainda melhor, usando as Técnicas e Conceitos do Método DeRose, método de alta perfomance profissional e desportiva que também aumenta a sua qualidade de vida e o seu autoconhecimento.
António Pereira

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Alta Perfomance para gerir o stress

Técnicas de alta perfomance, como o Método DeRose permitem aquietar a mente e gerir melhor a energia pela adaptação às cargas de stress diário.

O Método DeRose através de Técnicas que ensinam a respirar melhor, alongar o corpo, descontrair e concentrar a mente, aumenta a sua auto-estima e a sua perfomance, gerando mais energia, a qual é necessária para se adaptar ao excesso de stress. 

Stress é a energia de adaptação à mudança e para o enfrentar necessitamos de mais energia para nos podermos adaptar melhor às mudanças que vão surgindo na vida. Paralelamente aprende-se Conceitos que aplicamos em conjunto com as Técnicas na vida diária, quando é mais necessário. 

Para conhecer melhor esta metodologia fantástica e apaixonante, visite o Espaço Lifestyle-Método DeRose, na Av. Manuel da Maia, 50 - R/C Dto, em Lisboa, (entre o Instituto Superior Técnico e a Alameda) junto à Pç. de Londres, tel.: 218 463 974, www.espaco-lifestyle.org
António Pereira

O que é o Método DeRose?


O Método DeRose é um life style constituído por uma urdidura entre conceitos e técnicas de qualidade vida, oriundas de tradições culturais muito antigas, visando a expansão da lucidez e o autoconhecimento.

Este Método proporciona uma alta perfomance profissional e desportiva e aumenta consideravelmente a qualidade de vida do seu praticante.

Conheça mais através dos sites:

http://www.espaco-lifestyle.org/
http://metododeroseportugal.org
http://www.metododerose.org

Oiça a entrevista que o Comendador DeRose, deu em Abril em Lisboa, à CNR - Cadeia Nacional de Rádios:

http://metododeroseportugal.org/media/press/

Porém, a melhor forma de conhecer é experimentar. Faça uma visite a uma das nossas escolas!
António Pereira

terça-feira, 8 de maio de 2012

As pessoas complicam muito as coisas


Não sei onde encontrei o texto abaixo, mas na altura gostei e por isso o guardei no meu computador. Hoje ao fazer uma pesquisa de informação para um Curso, encontrei-o e achei importante colocar aqui.

Às vezes, para não dizer quase sempre, a vida é simples. O que dificulta é a nossa forma de entendermos e observarmos as coisas e de como nos adaptamos a elas. 

Com o avançar do tempo de vida, o acumular de experiências e a maturidade alcançada, concluímos que devemos ser mais crianças com maturidade e menos adultos imaturos, cinzentos e complicados, que não dão valor às coisas boas e simples que apimentam e dão sentido à vida, deixando essas experiências passar-lhes ao lado.

As pessoas complicam muito as coisas!

«Sente saudade? Ligue. Quer encontrar? Convide. Quer compreensão? Explique-se. Tem dúvidas? Pergunte. Não gostou? Fale. Gostou? Fale mais. Está com vontade? Faça. Quer algo? Pedir é a melhor maneira de começar a merecer. Se o "não" você já tem, a tentar, só corre o risco do "sim". 
A vida é uma só.»

Viva com intensidade e simplicidade a vida! Uma boa semana repleta de boas experiências.
António Pereira

domingo, 6 de maio de 2012

Mãe Recordação Eterna!

Em memória da minha mãe, falecida em 31 de Janeiro de 2002.

MÃE 

Mãe, memória sempre presente, 
Mãe, sentimento quente, 
Mãe, carinho Eterno. 

Mãe, viagem à Origem 
Do Tempo do Início. 
Mãe, Fonte de Vida, 
Tolerância e carinho. 

Mãe, Amor Incondicional 
Pelo Seres como És. 

Mãe, saudade sempre presente, 
Mãe, presença constante, 
Nos bons e nos maus momentos. 

Mãe, Amor Primordial 
Da Criação Universal.
António Pereira

sábado, 5 de maio de 2012

Mudança dos Resultados


Karma é um termo sânscrito que designa a Lei Universal de ação e reação ou de causa e efeito. Tudo é fruto do karma, ou seja de uma ação que gera uma reação. Se não estamos satisfeitos com os resultados das nossas ações, somente temos de alterar a causa ou seja a ação que despoletou determinada reação. Por isso a única forma de alterar o resultado, é mudar as ações que estão por detrás dele.

Aquilo que temos de momento, é consequência das nossas ações. Se queremos mudar os seus frutos, temos primeiro de mudar as raízes. Isso implica alterar o que é invisível, ou seja as nossas condições internas, para não obtermos os mesmos resultados externos.

A primeira coisa a fazer para alterar os resultados das nossas ações, é modificar a nossa forma física, emocional e de pensamento, gerando uma nova atitude e posicionamento perante a vida e a sociedade. Isto é mudar os paradigmas vigentes, por outros que permitam alcançar os resultados desejados, em vez de se lançar a culpa sobre tudo e todos, sem olhar para si próprio. Isso implica maior maturidade e autoconhecimento para se sair da zona de conforto e modificar as condições atuais.

As Técnicas do Método DeRose geram as condições para que o indivíduo se transforme e realize muito mais, melhorando a sua perfomance pessoal, profissional e desportiva e pela aprendizagem e incorporação dos Conceitos desta metodologia na sua forma de ser, irá reverberar pelo exemplo uma maneira de estar em sociedade, mais humana, afetuosa e amistosa que cria harmonia e bem-estar junto das pessoas com quem convive e pelos locais que frequenta.

Só cada um pode produzir essa transformação, dando o primeiro passo para sair da acomodação a que somos condicionados, começando por conhecer uma escola do Método DeRose e aí iniciar a sua prática e vivência das referidas Técnicas e Conceitos. Assim, essa revolução interna será efetiva e essa pessoa, com o seu exemplo de coerência inspirará positivamente todos os outros que com ela convivem, dando  um contributo social altamente positivo e construtivo para a sociedade.
António Pereira

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Ser um vencedor

Para se ser um vencedor, tem de se ter o talento e a atitude para poder vencer, já que para se chegar a esse objectivo muitas vezes se perde. Porém, o que caracteriza o vencedor é o caracter e a capacidade de cair e levantar-se ainda mais forte.

Por isso, é sempre bom nos inspirarmos nos exemplos de vencedores de várias áreas: culturais, desportivas, empresariais, etc., como é o caso do actual treinador do Real Madrid, José Mourinho, considerado o melhor treinador de futebol do mundo.

“Sente-se um vencedor?”, perguntou-lhe o jornalista italiano. Mourinho confirmou que sim: “Sou um vencedor. Nos últimos dez anos ninguém ganhou tantos títulos como eu”. “Ser especial no futebol significa vencer. As pessoas esquecem os derrotados. Já o dizia no ano passado, quando perdemos a meia-final [da Liga dos Campeões] com o Barcelona. Os adeptos diziam-me: as pessoas não se esquecerão nunca da forma como perdemos, o golo anulado a Higuaín, os cartões vermelhos... E eu respondia: sim, as pessoas esquecem. Num par de anos as pessoas já não se lembram o que aconteceu, recordam só quem ganhou. Assim, se tu podes vencer, deves vencer, e continuar a vencer. Vencer tudo é impossível. Mas se o fizeres (vencer) regularmente, isso fica na história”, José Mourinho, acrescentou.


“Para ser campeão é preciso ter um talento especial, mas há quem nasça com ele e depois não chega ao topo. O que faz a diferença é o carácter, que está ao serviço do talento. Respeito muitíssimo aqueles que aproveitam o seu talento. Quem desperdiça a possibilidade de ter uma carreira de grande êxito não me interessa”, continuou José Mourinho.

Use as Técnicas e os Conceitos do Método DeRose para desenvolver e aperfeiçoar o carácter, reprogramando-se para o sucesso e criando ou focando o talento no objectivo de se realizar e tornar um vencedor.
António Pereira