segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Impressões da noite

Peças de vida, parecem-nos meio soltas quando nos aparecem vindas de ontem no hoje compactado, para serem um outro futuro mais leve, limpo e solto.

Olhamos e não vemos o que está vísivel, por estar envolto numa neblina de emoções embriagantes que nos turva a lucidez e só o tempo traz a clareza necessária para podermos ir mais certos em frente, em direcção ao local onde temos de chegar.
António Pereira